NOSSOS PATROCINADORES E APOIADORES CULTURAIS

R. ANDRADE INSTALAÇÕES

R. ANDRADE INSTALAÇÕES

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Buíque promove I Fórum Comunitário do Selo Unicef 2013-2016

Articuladora do Selo Chirley Paes
A Prefeitura Municipal de Buíque, através da Comissão Pró-Selo Unicef, realizou na manhã desta segunda-feira (18) o I Fórum Comunitário do Selo, edição 2013-2016. O evento aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores Jorge Domingos Ramos e reuniu profissionais da saúde, educação, assistência social, representantes de associações e entidades do município, conselheiros tutelares e conselheiros de direitos, além de crianças e adolescentes.

Presidente do COMDDICA Francisco Carlos
O fórum teve como objetivo discutir políticas públicas norteadoras dos direitos de crianças e adolescentes, além de desenvolver diretrizes e metas que deverão ser alcançadas até 2016.

Assessor Jurídico Dr. Manoel Modesto
Inicialmente foi convocada a mesa diretora, onde os participantes receberam saudações da articuladora do Selo Unicef Chirley Paes, que abriu oficialmente os trabalhos e falou da alegria em realizar o I Fórum Comunitário Pró-Selo Unicef. Logo em seguida o Advogado, Dr. Manoel Modesto, representante do corpo jurídico do município relatou sobre a criação do Selo Unicef, deu um show a parte, uma aula espetáculo sobre noções e direitos da criança e do adolescente. Já o presidente do Conselho de Direito da Criança e do Adolescente Francisco Carlos em suas breves palavras cumprimentou os participantes e, falou da alegria em dar o ponta pé inicial em um, de muitos encontros que será realizados nos dia vindouros e, convocou os presentes a participarem ativamente dos eventos voltado para a criança e adolescente. O secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Professor Blésman Modesto convidou os participantes para um evento cultural que ocorrerá na próxima quarta-feira, 20, na Quadra Poliesportiva do Frei Damião e falou da importância do Selo para o município.
Secretário de Cultura Blésmam Modesto
Dando continuidade ao evento houve apresentações culturais com o Grupo de Flautas da Igreja Batista Moriá do bairro São José. Também apresentação da banda musical Professor Paulo Gilberto representando a Escola Municipal Antônio de Barros Sampaio que trouxe a participação do seu diretor Armando Barreto representando a Sec. de Educação. Também contamos com a apresentação do grupo de teatro da Escola Vigário João Inácio, que também abrilhantou o evento.


Professor  e diretor escolar Armando barreto
Logo após foi apresentado, o atual diagnóstico da situação das crianças e adolescentes do município, relatórios trazidos pelas coordenadoras da área de Saúde, Assistência Social, Mãe Coruja entre outros. Houve uma mesa redonda onde vários fatores foram apresentados, entre eles: Fatores que geram desigualdade no acesso aos direitos, Desigualdades relacionadas a gênero, idade, raça/etnia, território, renda e condição pessoal entre outros que foram amplamente discutidas com o público.


CLIQUE NO LEIA MAIS E VEJA TODAS AS FOTOS DESTE EVENTO






segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Um desastre chamado Dilma! no Jornal Nacional, por Ricardo Noblat

William Bonner empurrou a presidente Dilma Rousseff para o canto do ringue. E ficou batendo nela até cansar. Até resolver lhe dar algum refresco, quando ofereceu um minuto e meio além dos 15 previstos para que ela fizesse suas considerações finais.
Como Dilma, atarantada, não conseguiu respeitar o tempo que lhe coube, Bonner e Patrícia Poeta decretaram o fim da terceira entrevista do Jornal Nacional com candidatos a presidente. As duas primeiras foram com Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).
De longe, a entrevista com Dilma foi um desastre. Para ela. Não chamou Bonner e Patrícia de “meus queridos”, como costuma fazer quando se irrita com jornalistas que a acossam com perguntas incômodas. Mas chegou perto.
Passou arrogância. Exibiu uma de suas características marcantes – a de não juntar coisa com coisa, deixando raciocínios pelo meio. Foi interrompida mais de uma vez porque não conseguia parar de falar, e fugia de respostas diretas a perguntas.
Perguntaram-lhe sobre corrupção. Dilma respondeu o de sempre: nenhum governo combateu mais a corrupção do que o dela. Bonner perguntou o que ela achava de o PT tratar como heróis os condenados pelo mensalão. Foi o pior momento de Dilma (terá sido mesmo o pior?).
Dilma escondeu-se na resposta de que como presidente da República não poderia comentar decisões da Justiça. Ora, a resposta nada teve a ver com a pergunta. E Bonner insistiu com a pergunta. E Dilma, nervosa, valeu-se outra vez da mesma resposta. Pegou mal. Muito mal.
Quando foi provocada a examinar o estado geral da economia, perdeu-se falando de “índices antecedentes”. Provocada a dizer algo sobre o estado geral da saúde, limitou-se a defender o programa “Mais Médicos”.
Seguramente, nem em público, muito menos em particular, Dilma se viu confrontada de modo tão direto, seco e sem cerimônia como foi por Bonner e Patrícia. Jamais. Quem ousaria? Surpreendida, por pouco não se descontrolou.

“Vou participar da campanha por dois”, diz Renata

A viúva do ex-governador Eduardo Campos (PSB), Renata Campos, acompanhada dos filhos, durante reunião do PSB em casa de recepções no Recife (PE), nesta segunda-feira (18). (Foto: Márcio Fernandes/Estadão Conteúdo)
Foto: Márcio Fernandes/Estadão Conteúdo

A viúva de Eduardo Campos chegou ao local do evento da Frente Popular, hoje pela manhã, acompanhada pelos filhos. Ela foi muito aplaudida por centenas de militantes e ouviu um coro de: "Renata, vice" e "Renata, guerreira, do povo brasileiro". Ela é cotada para ser vice na chapa liderada por Marina Silva, mas ainda "resiste" à ideia, segundo parentes.


Hoje, Renata completa 47 anos. Ela é mãe dos cinco filhos de Eduardo Campos, o mais novo com menos de sete meses. Durante o evento, a militância cantou parabéns para a viúva. Também foi exibido um vídeo de cerca de dois minutos com declarações de Eduardo Campos, no qual citou que um dos ideais era continuar o trabalho do avô, Miguel Arraes, e acabar com a pobreza no país. Campos pede, no vídeo, votos para Paulo Câmara.

Em sua primeira declaração pública após a morte do marido Eduardo Campos, Renata Campos discursou para a militância.


"Vim porque sei da vontade dele e da importância de eleger Paulo, Raul e Fernando. Acho que só depende de nós. Estou aqui com João, Duda, Pedro, José Henrique e Miguel para dizer Paulo, Raul e Fernando, contem com a gente." Ela disse que vai participar da campanha eleitoral "por dois" depois da morte do marido. "Eu, como participei a vida toda de campanhas, não será diferente nessa. Tenho a impressão que tenho que participar por dois." No final do seu discurso, Renata afirmou: "Pode parecer que nosso maior guerreiro não está na luta. Mas seu sonho está entre nós", arrancando aplausos de todos os presentes.

Dilma tem 36%, Marina, 21%, e Aécio, 20%, diz pesquisa Datafolha

18/08/2014 03h13 - Atualizado em 18/08/2014 06h42

Pesquisa é 1ª com Marina em cenário como possível substituta de Campos.
No levantamento anterior, Dilma tinha 36%, Aécio, 20%, e Campos, 8%.

Pesquisa feita pelo Datafolha para o jornal "Folha de S.Paulo" divulgada na edição desta segunda-feira (18) mostra Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto para presidente, seguida de Marina Silva (PSB), com 21%, e Aécio Neves (PSDB), com 20%.
É a primeira pesquisa que inclui um cenário em que a ex-senadora Marina Silva é o possível nome do PSB no lugar do ex-governador Eduardo Campos, que morreu na quarta-feira (13), em um acidente de avião. O PSB ainda não definiu se Marina será a candidata substituta, mas lideranças dão a escolha como certa.
No levantamento anterior do Datafolha, realizado nos dias 15 e 16 de julho e divulgado no dia 17,Dilma tinha 36%, Aécio, 20%, e Eduardo Campos, 8%.
O percentual de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam foi de 14% em julho e agora atingiu 9%. Brancos e nulos eram 13%; agora são 8%. O quarto colocado na pesquisa, pastor Everaldo (PSC), aparece com 3% das intenções de voto; no levantamento anterior, tinha os mesmos 3%.
A pesquisa mostra que, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno: Dilma teria 36% contra 46% da soma dos demais candidatos. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 36% contra 36% dos demais, o que indicava uma incerteza sobre a necessidade de segundo turno.
O resultado da atual pesquisa mostra que, se for confirmada candidata do PSB no lugar de Campos, Marina começa a campanha em situação de empate técnico com Aécio Neves, numericamente à frente do tucano: 21% a 20%, dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais.
Marina larga também em situação de empate técnico com Dilma na simulação de segundo turno: Marina com 47% e Dilma com 43%. O Datafolha não pesquisou um cenário entre Marina e Aécio. No cenário entre Dilma e Aécio, a petista tem 47%, e o tucano, 39%.
O levantamento foi encomendado pelo jornal “Folha de S.Paulo”. O Datafolha ouviu 2.843 eleitores em 176 municípios nos dias 14 e 15 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro.
A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00386/2014.
Veja os números do Datafolha para a pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado):
- Dilma Rousseff (PT): 36%

- Marina Silva (PSB): 21%
- Aécio Neves (PSDB): 20%
- Pastor Everaldo (PSC): 3%
- José Maria (PSTU): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 0%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 8%
- Não sabe: 9%

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, o Datafolha avaliou os seguintes cenários:

- Marina Silva: 47%

- Dilma Rousseff: 43%

- Dilma Rousseff: 47%

- Aécio Neves: 39%

O Datafolha não realizou a simulação de uma disputa entre Aécio Neves e Marina Silva.
Rejeição

A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Confira abaixo:

- Dilma Roussef: 34%

- Aécio Neves: 18%
- Pastor Everaldo: 17%
- Zé Maria: 16%
- Eymael e Levy Fidelix e Rui Costa: 13%
- Marina Silva, Luciana Genro e Mauro Iasi: 11%
- Eduardo Jorge: 10%

Avaliação da presidente

A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 38% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado em 17 de julho, o índice era de 32%. O percentual de aprovação considera os entrevistados que avaliaram o governo como "bom" ou "ótimo". A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideraram o governo "ruim" ou "péssimo", foi de 23% (era 29%). Dos ouvidos, 38% consideram o governo como "regular" (mesmo percentual anterior).

O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:

- Ótimo/bom: 38%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 23%

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Policial militar é assassinado a tiros na zona rural de Itaíba, no Agreste


Um policial militar de 31 anos foi assassinado a tiros nesta última  quarta-feira (12) na zona rural de Itaíba, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima, Newmo Karlos Phernandes Valença, estava de folga e bebia com amigos em um bar, no Distrito de Negras, quando um homem teria chegado a pé e efetuado vários disparos contra ele.

Ainda segundo a polícia, o PM foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Regional de Arcoverde, no Sertão, e em seguida transferido para Hospital da Restauração, no Recife, mas não resistiu aos ferimentos. O suspeito fugiu e até o momento, não foi localizado. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), também no Recife.


Foto Agreste violento.
com informações do giro social b

I FÓRUM COMUNITÁRIO SELO UNICEF EDIÇÃO 2013-2016

NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA HAVERÁ UM FÓRUM NA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES QUE TRATARÁ DE ASSUNTOS DE INTERESSE DE TODA A POPULAÇÃO BUÍQUE, EM ESPECIAL NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES. FAÇA PARTE. PARA OS PARTICIPANTES HAVERÁ CERTIFICADO COM CARGA HORÁRIA DE 6 HORAS. NÃO DEIXE DE COMPARECER E AJUDAR NOSSO MUNICÍPIO A DEFINIR NOVOS RUMOS SOBRE AS POLÍTICAS VOLTADAS PARA NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES. BUÍQUE RUMO AO SELO UNICEF.

Perito diz que todos os restos mortais das vítimas foram encontrados

 O perito Antonio Nogueira do Instituto de Criminalística disse na manhã desta quinta-feira, 14, que as equipes de busca já encontraram todas as partes dos corpos das vítimas do acidente aéreo que matou na quarta-feira, 13, o candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, e mais seis pessoas em Santos, no litoral paulista. De acordo com ele, os agentes que estão no local farão ainda uma última varredura, mas Nogueira disse acreditar que o trabalho se concentre, a partir de agora, na identificação das vítimas e das peças e na análise dos dados das caixas pretas que podem apontar as causas da queda do avião Cessna 560XL, prefixo PR-AFA.
“O trabalho inicial já foi encerrado”, disse Nogueira, em rápida entrevista a jornalistas no local do acidente, em um bairro central da cidade da Baixada Santista. O perito contou que as maiores peças do jato executivo já estão em poder da Aeronáutica, turbina e trens de pouso. “Vamos trabalhar em conjunto com a Polícia Federal e a Aeronáutica”, afirmou o perito, a respeito do trabalho do Instituto de Criminalística no caso.
De acordo com Nogueira, não há prazo para que os órgãos cheguem a respostas sobre a queda do avião que transportava Campos. “O (acidente) da TAM demorou mais de 20 meses”, disse, ao lembrar da investigação sobre as causas do acidente com uma aeronave da companhia aérea brasileira no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, em 2007. Segundo o perito, peças terão de ser enviadas ao exterior para análise dos fabricantes.
A identificação dos corpos está sendo realizada na capital paulista, pois, segundo Nogueira, lá existe um laboratório de análise por DNA. “Nesse tipo de identificação é preciso exame de DNA”, afirmou. Ele disse ainda que uma ambulância com mais vestígios das vítimas saiu do local do acidente em Santos para São Paulo durante a madrugada desta quinta-feira. (Estadão)